Tá animado pra começar? Algumas dicas…

13/02/2009

Diante do trânsito caótico que enfrentamos na cidade de São Paulo, tenho certeza que muita gente não está satisfeita como seu meio de locomoção. A minha sugestão, que óbviamente pode ser vista como tendenciosa, é que experimentem a bicicleta para se livrar de tal situação.

Para isso, meu objetivo neste post é compartilhar algumas dicas para que os possíveis novos ciclistas não se sintam desestimulados a tentar melhorar de vida.

Primeiramente, temos que nos certificar que a bicicleta utilizada é adequada para tal uso. Como já disse anteriormente, não compre bike em super-mercado! Aquelas bicicletas de 200, 300 Reais são práticamente descartáveis! Uma das minhas próximas postágens vai ser sobre a “anatomia” de uma bicicleta e lá irei explicar o que pode acontecer numa bicicleta de má qualidade. Vale lembrar que mesmo uma boa bicicleta necessita de manutenção com certa frequência. 

Aqui vão algumas recomendações sobre peças e equipamentos:

1 – Utilize pneus de asfalto. São aqueles sem cravos. As bicicletas normalmente vêm com pneus de terra (com cravos). É uma questão cultural, no Brasil as bicicletas são vendidas para fins esportivos…as tais Mountain Bikes. Você pode se surpreender com a diferença que sentirá no seu desempenho pelo simples fato de ter trocado os pneus!

pneu-slick1

Pneu Slick - Adequados para o asfalto

Pneu com cravos - adequados para terra

Pneu com cravos - adequados para terra

 

 

 

 

 

 

 

Importante! Leia para quanta pressão seu pneu foi fabricado (está gravado na lateral do pneu) e mantenha-o sempre bem calibrado! Um pneu bem calibrado tem menos chances de furar além de melhorar o desempenho considerávelmente!

Dica: pneus bons aceitam pressão acima de 50 psi. 

2 – Um bom bagageiro é sempre bem-vindo! Pedalar com uma mochila nas costas pode ser desagradável. Você encontra bagageiros que cumpram muito bem seu papel por menos de 20 Reais.

3 – Eu recomendo o uso de paralamas. Apesar de ver muita gente por aí sem utilizar tal equipamento, eu não abro mão dos meus! Os paralamas trazeiros são mais simples de encontrar um que seja eficiente. Já os dianteiros são mais chatinhos. Um bom paralamas dianteiro deve se posicionar bem rente ao pneu e deve contornar boa parte dele. Os meus dianteiros são uma bela gambiárra! Aliás, adoro gambiárras! Qualquer hora vou postar sobre as gambiárras em minha bicicleta!

 

Em segundo lugar, vou citar algumas das adversidades que costumam impedir as pessoas na decisão de se deslocar de bicicleta, e é claro vou mostrar que algumas são mitos e outras podem ser fácilmente contornadas.

As principais justificativas utilizadas pelas pessoas que “decidem” não tentar usar bicicleta em seus deslocamentos diários são:

– “Vou chegar suado (a)”;

– “A cidade tem muitos morros”;

– “Pedalar no trânsito é perigoso”;

– “A poluição acabaria comigo”;

– “Moro muito longe do meu trabalho”;

-Entre outras…(que pretendo ir colocando aqui)

Em breve….verdades e mentiras sobre mitos e como contornar adversidades no trânsito. Aguardem!

Que apelação pra ganhar umas visitas né? A verdade é que estou com pressa agora….tenho que atravessar a cidade! É claro que vou de bike!